Algumas palavras retiradas das cartas e escritos do nosso Fundador:

"Minha mãe tinha o costume de, após os afazeres diários, reunir-nos ao redor de si e, depois de acariciar-nos com recreios à vontade, procedia o exame de consciência: cada um contava minuciosamente tudo, não omitindo nada, mesmo as faltas mais humilhantes". (Escritos)

"Meu ponto de partida é a fé; quisera que tudo quanto eu aprecio, o que me encanta, girasse em torno dela". (Carta - 1843)

“Há pessoas semelhantes a estrelas, as quais realmente não vemos, entretanto, aproveitamos da sua luz”.

“Se procedi mal ou bem, nas mais diversas circunstâncias, até hoje não sei, mas o que me tranqüiliza é que nunca empenhei os princípios em favor de lucros, mas sempre me guiei pela convicção, procurando conscienciosamente cumprir o meu dever”. (escritos)

“Escolhendo a lei de Deus como única norma de vida prática, a nossa mãe avaliava o procedimento de seus filhos, não conforme as leis sociais mutáveis com proveito passageiro, mas conforme o merecimento ou culpabilidade de cada ação perante Deus.” (escritos)

“Minha mãe tinha o costume de, após os afazeres diários, reunir-nos ao redor de si e, depois de acariciar-nos com recreios à vontade, procedia o exame de consciência: cada um contava minuciosamente tudo, não omitindo nada, mesmo as faltas mais humilhantes”. (escritos)

“Freqüentando ainda a terceira série em Klewan, em meio à maior corrupção que existia no meio estudantil, fiz o voto de castidade condicional, diante do quadro da Anunciação de Nossa Senhora, da Igreja local”. (carta-1884)

“Meu ponto de partida é a fé; quisera que tudo quanto eu aprecio, o que me encanta, girasse em torno dela”. (carta-1843)

“Mãe caríssima,... tuas palavras: “espero que Zygmunt corresponda aos meus desejos”... invadiam a minha alma, para aí ficarem encravadas pelos séculos... estas palavras serão o meu lema para a vida futura, e a ela adaptarei todas as minhas ações.” (carta-1840)

“Aproveitarei sempre as suas lições que recebi quando criança e estou certo de que, guardando o coração puro, a religião e o amor fraterno para com o próximo, não me desviarei do caminho certo; essas são as minhas únicas riquezas incalculáveis.” (carta-1841)

“Mamãe, percebi por meio de uma das tuas cartas, que me prezas mais do que eu imaginava e alimentas grandes esperanças de que, no futuro farei maiores progressos.” (carta-1845)

“Não sou ocioso, e procuro aproveitar bem o meu tempo. Se eu tivesse o tempo de todos os ociosos do mundo, ainda, assim sem muita reflexão, saberia aproveitá-lo.” (carta-1848)

“Quem compara os outros e a si próprio a Cristo, não enxerga as pequenas diferenças que há entre as pessoas, e reconhecerá como irmãos todos os homens.” (carta-1847)

“Não condeneis a ninguém por ter escolhido esta ou aquela profissão, mas censuremos com razão aqueles que servem mal na sua profissão.” (carta-1849)

“Não tenho queixa alguma contra as pessoas, só devo agradecer a Deus, diariamente, pela afeição que me dedicam aqueles a quem o destino me uniu.” (carta-1848)

“Quando avaliamos a nossa situação, perguntemos primeiro se aquilo que se apresentou para nós é favorável ou prejudicial à nossa alma: sendo favorável, não nos entreguemos à tristeza falsa e não demos atenção ao mundo.” (carta-1849)

“Oh! A vida é sempre vida; de qualquer forma que nos coloquemos acima da esfera comum, Deus nos faz sentir que, na terra, não existe felicidade duradoura, mesmo que momentaneamente não seja perturbada por alguma coisa, ela é efêmera.” (carta-1850)

“Oxalá as virtudes dos teus filhos, mãe caríssima, iluminem ao menos com uma fraca aurora a tua velhice, e pelo menos em parte devolvam aquela claridade que de ti emana continuamente e cai sobre nós.” (carta-1840)

“Temo somente que nem tudo o que brilha de longe é ouro.” (carta-1850)

“Deixemos, pois, em paz as nossas imaginações e entreguemo-nos a Deus, que mais acertadamente nos levará aonde convém.” (carta-1850)

“Devemos às tuas orações e exemplo, mãe caríssima, o fato de nenhum de nós colocar a confiança na felicidade transitória dos bens deste mundo.” (carta-1851)

“Procuremos somente amar a vontade de Deus, e tudo se tornará tolerável, porque as “aflições desta época não são dignas daquela glória futura que se há de manifestar em nós.” (Rom. 8,18)

“A única consolação em cada momento é o abandono à vontade de dEus, com a convicção de que, confiando nele, na medida das nossas forças, procuramos servi-lo. Ele, que é o melhor dos pais, não dará a pedra, quando lhe pedirmos o pão.” (carta-1854)

“Talvez porque me guio mais pelo sentimento, dou valor extraordinário à possibilidade de amar – porque somente o amor gera o sacrifício, e, sem ele, não é possível nem entender, nem cumprir o dever.” (carta-1853)

“Meu princípio é consagrar sempre o transitório ao eterno, a matéria ao espírito, a comodidade à paz de consciência, e dou preferência antes à voz da caridade que à voz da razão.” (carta-1853)

“Não peço a Deus que me permita isso ou aquilo, mas que tudo o que Ele determinar, seja para mim um estímulo e satisfação somente pelo motivo de que isto é da sua vontade.” (carta-1855)

“Pela experiência de vida, tenho aprendido que há só uma verdadeira independência, [e o desprendimento do coração de tudo quanto é transitório; mas, logo que começamos a zelar por alguma coisa, tememos pela sua perda.” (carta-1859)

“O que deveria dizer: Seja feita a vossa vontade, Senhor! Aceitamos das suas mãos as consolações, por que não havemos de aceitar também as provações?” (carta-1860)

“Somente vivendo com o espírito na Pátria Celeste é que podemos aceitar com calma e resignação a separação dos nossos entes queridos...” (carta 1860)

“Não podemos permanecer aqui eternamente, como também não podemos deixar este mundo, todos ao mesmo tempo. Temos que chorar uns pelos outros, enquanto não nos reunirmos novamente lá onde não haverá mais nem temor, nem tristeza, nem tribulação alguma.” (carta-1855)

“Amai-vos mutuamente, vivei em união e amor, ajudai uns aos outros na oração e no trabalho.” (memórias)

“Graças te dou, ó Deus, por todas essas lágrimas que fizeste jorrar dos meus olhos, pois, em meio às lágrimas, perdi a mim mesmo e encontrei a Ti.” (memórias)

“Agradeço-te por todas as cruzes e tribulações que me enviaste, porque, no meio delas, esqueci a mim e procurei a Ti.” (memórias)

“O sol da minha vida já está em declínio, a hora última do dia já se aproxima, e eu ainda não iniciei o trabalho verdadeiro na vinha do meu coração, como se nunca devesse prestar contas dos meus atos.” (carta-1875)

“Se temo alguma coisa é a minha própria infidelidade, que poderá tornar inúteis os caridosos desígnios de Deus para com minha própria alma, que também faz parte do sofrimento, com toda a Igreja.” (carta)

Sobre a Congregação: “Se for esta a obra de Deus, resistirá a todas as dificuldades e se desenvolverá; e se nesta obra não há nem vontade de Deus, nem afeição divina – então não quero que ela exista.” (memórias)

“Estou pondo tudo em ordem no meu barco, ao aproximar-me do porto. Preciso fazer o que for possível, porque o tempo de trabalho já é curto; oxalá termine bem.” (carta)

“Deus é o único autor de todo o bem que no decorrer dos séculos por intermédio dos povos deve ser realizado na terra.” (escritos)

“Igreja é, portanto, a fornalha na qual se encontram todos os raios de amor que fluem do céu à terra e da terra ao céu. É o testemunho visível do imenso amor do Criador e da criação.” ( escritos)

“A paz interior é o tesouro mais precioso e a única dádiva que o Redentor promete aos seus discípulos na terra.” (carta)

“O próprio Cristo declara que antes a mãe é capaz de esquecer seu filhinho do que Ele abandonar a alma que nele depositou sua total confiança.” (carta)

“Imitar Cristo para transformar-se Nele, eis o Alfa e o Ômega da perfeição cristã e o único objetivo do trabalho interior.” (escritos)

“Tornar-se semelhante a Cristo, transformar-se Nele – Eis o auge da dignidade humana ao qual deveríamos tender.” (escritos)

“Façamos em cada situação aquilo que julgamos que cRisto faria se estivesse no nosso lugar e podemos estar certos de que nunca nos distanciaremos do nosso modelo.” (escritos)

“As palavras na realidade comovem, mas somente os exemplos arrastam.” (escritos)

“Cada virtude cristã contém em si a energia secreta que fortalece a alma e estimula para as novas ações agradáveis a Deus.” (escritos)

“A perfeição não se consegue com um único sacrifício, mas pelo trabalho perseverante e constante.” (escritos)

“É cem vezes mais fácil conservar-se no primitivo fervor pelo constante trabalho do que reconquistá-lo depois de tê-lo perdido.” (escritos)

“Quanto mais alguém se eleva na perfeição cristã, tanto mais eficiente torna-se o seu trabalho.” (escritos)

“Com coragem, pois, ponde mão no arado, não olheis para trás, mas elevai sempre o olhar e o coração ao céu, de onde vem a luz e a força.” (carta)

“Cada um que trabalhou pelo menos um pouco sobre si mesmo sabe que o melhor meio para progredir na perfeição é o desenvolvimento do espírito de oração.” (carta)

“O silêncio interior, a oração e a meditação são condições necessárias para a imitação dos santos.” (carta)

“O que é possível urge fazer, pois o tempo do trabalho já é breve, oxalá possamos terminá-lo bem.” (carta)

“A perfeição e a humildade se associam tão fortemente, que, ao trabalharmos para adquirir a humildade, lançamos na alma sementes de todas as virtudes cristãs.” (carta)

“A pessoa nada pode por si mesma, mas Deus tudo pode nela pela força de sua graça." (carta)

“A humildade é o melhor meio para conquistar corações.” (escritos)

“O amor vive de doação. Não ama quem não se sacrifica pelo amado.” (carta)

“O amor gera doação, e sem doação é impossível entender ou cumprir uma obrigação.” (carta)
“O amor age como uma força de dentro para fora.” (escritos)

“A verdadeira caridade sempre anda a par com a humildade.” (escritos)

“O valor da virtude não se mede pela importância da questão realizada, mas pelo grau de amor à vontade de Deus na realização da mesma.” (escritos)

“Amar no próximo a imagem de Deus e esforçar-se para conquistar seu coração para Deus – isto é o verdadeiro amor, que não se opõe em nada ao amor de Deus.” (carta)

“Ódio ao pecado, e amor ao pecador – eis o lema do verdadeiro cristão.” (escritos)

“Servir ao próximo sem paciência é antes atormentá-lo do que servir.” (carta)

“A verdadeira fonte de paciência é o amor, portanto, desejando conquistar esta virtude, deveríamos antes de tudo exercitar-nos no amor.” (carta)

“A verdadeira e completa felicidade consiste no amor e na doação. Enquanto não perdoarmos tudo, não teremos a paz de Cristo.” (carta)

“O amor é a principal condição de concórdia, força e sucesso.” (escritos)

“A amizade é a dádiva celeste, uma das mais preciosas, se esta for uma amizade verdadeiramente cristã.” (escritos)

“Quem quer ser verdadeiro imitador de Cristo deveria sem vacilar sacrificar tudo o que impede a união com Ele.” (escritos)

“Todos temos obrigação de honrar a vocação religiosa em cada alma chamada pelo Senhor, auxiliando-a a seguir a voz do Esposo.” (escritos)

“Não há tarefa mais importante no trabalho interior do que a formação do coração, isto é, ensiná-lo como e o que deve amar.” (escritos)

“Possuir o amor é possuir tudo, porque é possuir o próprio Deus.” (escritos)

“Não vos apegueis a nada, além da vontade de Deus.” (carta)

“O Reino de Deus cresce e fortifica-se no fogo do sofrimento.” (carta)

“Lembrai que a Paixão e morte duram apenas 3 dias, mas a Ressurreição permanece eternamente.” (carta)

“Esforcemo-nos em amar a vontade de Deus assim como Maria a amou.” (escritos)

“Imitemos fielmente fielmente a Maria na adoração e oração interior e cada dia estaremos mais próximos da meta.” (escritos)

“Bem-aventurados aqueles que a hora da prova os encontra junto à cruz com Maria.” (carta)

“Oh, venerai Maria, ornai seus altares nos vossos corações com flores da inocência, com virtudes ou pelo menos com lágrimas de penitência, conversão e sincera emenda.” (carta)

HÁ UM DEUS QUE CHAMA E UMA COMUNIDADE QUE ESPERA. QUAL É A TUA RESPOSTA?